segunda-feira, 30 de junho de 2008

REGRAS OFICIAIS DE TÊNIS

Regra 1
INSTALAÇÕES PERMANENTES
As chamadas instalações permanentes do campo não incluem apenas a rede, postes de rede, paus de simples, cabo, cintas ou fitas, mas as paredes ou telas de fundo e laterais, arquibancadas, cadeiras de juizes, todas as outras instalações do campo, juizes e pegadores de bolas, quando nos seus respectivos lugares.

Regra 2
SORTEIO
A escolha de lados e o direito de ser servidor ou recebedor no primeiro jogo, deverá ser feita através de Cara ou Coroa, onde o vencedor pode escolher ou pedir que seu adversário escolha:
a) O direito de ser servidor ou recebedor, caso em que o outro jogador escolherá o lado.
b) O lado, caso em que o outro jogador escolhe ser servidor ou recebedor.

Regra 3
SERVIDOR E RECEBEDOR
Os jogadores devem se posicionar em lados opostos da rede. O jogador que inicia o ponto é chamado de servidor e o outro de recebedor.

Regra 4
SERVIÇO
O serviço deve ser executado da seguinte maneira: Imediatamente antes de começar a servir, o servidor deverá posicionar-se com ambos os pés em repouso, atrás da linha de base, entre as linhas imaginarias de centro e laterais. Deve então projetar com as mãos a bola para o ar em qualquer direção, e antes de atingir o solo, golpeá-la com a sua raquete.
A execução deverá ser considerada como completa no momento do impacto da raquete com a bola.

Regra 5
EXECUÇÃO DO SERVIÇO
Durante a execução de um serviço, o servidor deve:
a) Não mudar de posição andando ou correndo. Pôr leves movimentos dos pés (os quais não afectam materialmente sua posição original ) o servidor não deve ser considerado como se estivesse a andar ou a correr.
b) Não pisar nas linhas de base, linhas imaginárias de centro e laterais.
c) Na execução do serviço, o servidor deve postar-se alternadamente do lado direito e esquerdo do campo, começando do lado direito em todos os jogos. Se ocorre um serviço da metade errada do campo e não é detectado, toda jogada resultante deste serviço ou serviços errados são válidas, mas o posicionamento deve ser corrigido imediatamente após descoberto o erro.
d) A bola que foi servida deve passar sobre a rede e atingir o solo dentro da área de serviço que seja diagonalmente oposta ou sobre qualquer linha delimitando tal área, antes do recebedor devolvê-la.

Regra 6
SERVIÇO FALTOSO
O serviço é uma falta:
a) Se o servidor comete qualquer violação das regras 4 e 5.
b) Se o servidor erra a bola ao tentar golpeá-la
c) Se a bola servida toca uma instalação permanente (outra que não a rede, cinta ou fita) antes de tocar o solo.

Regra 7
SEGUNDO SERVIÇO
Após uma falta (se o serviço é falta) , o servidor tem direito a servir outra vez da mesma metade do campo da qual ele serviu a falta, a menos que o serviço tenha sido da metade errada, quando de acordo com regra 5c, o servidor deverá ter direito a um serviço apenas desta outra metade.

Regra 8
QUANDO servir
O servidor não deve servir até que o recebedor esteja pronto. Se este último tenta devolver o serviço, ele será considerado como se estivesse pronto. Se entretanto, o recebedor indica que não está pronto, não poderá reclamar uma falta se a bola sair.

Regra 9
LET
Em todos os casos onde um let tem que ser chamado conforme as regras, ou para determinar uma interrupção de jogo deverá ter a seguinte interpretação:
a) Quando chamado apenas em função de um serviço, apenas este serviço deve ser repetido (interrupção do serviço) .
b) Quando chamado sob qualquer outra circunstância, o ponto deve ser repetido.

Regra 10
NET NO SERVIÇO
O serviço é NET:
a) Se a bola servida toca a rede, cinta ou fita, e seja de qualquer maneira boa.
No caso de um net, aquele respectivo serviço não deve contar, e o servidor deve servir novamente, mas um net não anula um fault anterior.

Regra 11
ORDEM DE SERVIÇO
Ao final do primeiro jogo, o recebedor deve tornar-se servidor e o servidor passa a ser recebedor, e assim alternadamente em todos os jogos subsequentes da partida.
Se um jogador serve fora de ordem, o jogador que devia ter sacado deve servir tão logo o engano seja descoberto, mas todos os pontos disputados antes de tal descoberta devem ser mantidos.
Se o jogo tiver sido completo antes de tal descoberta, a ordem do serviço permanece alterada.

Regra 12
TROCA DE LADOS
Os jogadores devem trocar de lado no final do primeiro jogo, terceiro e cada jogo ímpar subsequente de cada set, a menos que o total de jogos naquele set seja par, caso em que a troca não é feita até o fim do primeiro jogo do set seguinte.
Se um engano é cometido e a seqüência correcta não é seguida, os jogadores devem tomar sua posição correcta tão logo seja descoberto o erro, e seguir a seqüência original.

Regra 13
A BOLA EM JOGO
A bola está em jogo deste o momento em que ela é golpeada no serviço. A menos que seja chamada uma falta ou NET, ela permanecerá em jogo até que o ponto seja decidido.

Regra 14
SERVIDOR GANHA O PONTO
Se a bola servida (não sendo NET conforme regra 10) toca o recebedor ou qualquer coisa que ele vista ou carregue, antes de tocar o solo.
Se o recebedor de qualquer outro modo perde o ponto conforme previsto na regra 16.

Regra 15
RECEBEDOR GANHA O PONTO
Se o servidor serve duas faltas consecutivas.
Se o servidor, de outro modo perde o ponto, conforme previsto na regra 16.

Regra 16
JOGADOR PERDE O PONTO
Ele falha antes de a bola em jogo ter atingido o solo duas vezes consecutivamente, em retorná-la directamente sobre a rede (exceto como previsto na regra 20a ou 20c).
Ele retorna a bola em jogo de modo que ela atinja o solo, uma instalação permanente, ou outro objecto fora da qualquer das linhas que delimitam a quadra do seu oponente (exceto como previsto na regra 21a ou 21c).
Ele voleia a bola e falha em fazer um bom retorno, mesmo posicionado fora do campo.
Ao golpear a bola, deliberadamente a carrega ou a conduz em sua raquete ou deliberadamente a toca com sua raquete mais de uma vez.
Ele ou sua raquete (na sua mão ou não) , ou qualquer coisa que ele vista ou carregue toca a rede, postes, paus de simples, cabo, fita ou faixa, o solo dentro do campo de seu oponente, a qualquer tempo enquanto a bola está em jogo.
Ele voleia a bola antes que ela tenha passado a rede.
A bola em jogo toque-o ou qualquer coisa que ele vista ou carregue, exceto sua raquete na sua mão ou mãos.
Ele deliberadamente e materialmente mude o formato de sua raquete durante o ponto.

Regra 17
JOGADOR OBSTRUI OPONENTE
Se um jogador comete qualquer acto que prejudique seu oponente de executar um golpe, ele perde o ponto se o acto for deliberado. Se involuntário, o ponto deve ser repetido.

Regra 18
BOLA SOBRE A LINHA
Uma bola caindo na linha é considerada como caindo no campo limitada pôr aquela linha.

Regra 19
BOLA TOCA EM INSTALAÇÕES FIXAS
Se a bola toca uma instalação fixa (outra que não a rede, postes, paus de simples, cabo da rede, fita ou cinta) depois de ter batido no chão, o jogador que a golpeou ganha o ponto. Se toca antes dela bater no chão, seu oponente ganha o ponto.

Regra 20
UMA BOA DEVOLUÇÃO
Se a bola toca a rede, postes, paus de simples, cabo ou fita, desde que ela passe sobre qualquer um deles e atinja o solo dentro do campo.
Se a bola servida ou devolvida, atinge o solo dentro do campo apropriada, pula de volta sobre a rede, e o jogador de quem e a vez de golpear estende-se sobre a rede e joga a bola, desde que nem ele nem qualquer de suas roupas ou raquete toque a rede, paus de simples, cabo ou fita, ou solo dentro do campo do adversário, e que o golpe de qualquer forma seja bom.
Se a bola retorna pôr fora do campo, ou paus de simples, seja acima ou abaixo do nível do topo da rede, mesmo que ela toque os postes (em duplas) ou paus de simples (em simples) desde que ela atinja ou solo dentro do campo do adversário.
Se a raquete do jogador passa sobre a rede após ele ter retornado a bola, desde que ela ultrapasse a rede depois de golpear a bola e a jogada seja adequadamente devolvida.
Se um jogador tem sucesso ao devolver a bola servida ou em jogo, a qual atinja uma bola que esteja no campo.

Regra 21
OBSTRUÇÃO DE UM JOGADOR
No caso de um jogador ser obstruído de executar um golpe pôr qualquer coisa fora do seu controle, exceto uma instalação fixa do campo ou o estabelecido na regra 17, um NET deve ser chamado.

Regra 22
CONTAGEM NO TIE BREAKER
O jogador (ou dupla) que serviu primeiro no tie breaker, deve ser recebedor no set seguinte.

Regra 23
NÚMERO MÁXIMO DE SETS
O número máximo de sets para uma partida deve ser cinco para o masculino e três para o feminino.

Regra 24
ATRIBUIÇÕES DE OFICIAIS DE QUADRA
Em partidas onde um juiz está designado, sua decisão deve ser final. Mas onde haja um árbitro geral designado, uma apelação pode ser dirigida a ele de uma decisão de um juiz, em uma questão de regras, nunca numa questão de fato. Em todos esses casos, a decisão do árbitro geral deverá ser final.
Em partidas onde estejam designados assistentes de juiz de cadeira (juiz de linha, juiz de net ou juiz de foot fault) suas decisões deverão ser finais em questão de fato, exceto se na opinião do juiz de cadeira, um erro claro foi cometido, quando então ele terá o direito de mudar a decisão do assistente ou ordenar um let. Quando um juiz está impossibilitado de dar uma decisão, ele deve indicar isto imediatamente ao juiz de cadeira, o qual deverá dar uma decisão. Quando um juiz de cadeira está impossibilitado de dar uma decisão numa questão de fato, ele deve ordenar um let.
O árbitro geral, a seu juízo, pode a qualquer hora adiar uma partida em virtude de falta de luz ou condições de piso, ou das condições de tempo. Em qualquer caso de adiamento, o score e a disposição no campo devem ser mantidas na continuação da partida, a menos que o árbitro geral e os jogadores resolvam pôr unanimidade de outra maneira.

Regra 25
CONTINUIDADE DO JOGO E PERÍODOS DE DESCANSO
O jogo deve ser contínuo desde o primeiro serviço até a partida ser concluída, de acordo com o seguinte :
Se o primeiro serviço é um fault, o segundo deve ser executado sem demora. O recebedor deve jogar dentro do ritmo do servidor, e deve estar pronto para receber assim que o servidor estiver pronto para servir. Quando da troca de lados, um máximo de um minuto e trinta segundos deve ocorrer desde o momento que a bola saia de jogo no fim do jogo até o momento em que a bola é golpeada para o primeiro ponto do jogo seguinte. Durante os pontos, o tempo é de 25 segundos. O juiz de cadeira deve usar o seu juljogonto quando houver uma interferência que torne impossível o servidor fazer o serviço dentro do tempo.
O jogo nunca deve ser suspenso, retardado ou interrompido com o propósito de permitir a um jogador recuperar suas forças, respiração ou condições físicas. Entretanto, no caso de uma contusão acidental, o juiz pode permitir uma suspensão de três minutos para aquela contusão.
Se pôr circunstancias fora do controle do jogador, sua roupa, tênis ou equipamento (excluindo raquete) se danifique de forma que seja impossível ou indesejável para ele jogar, o juiz de cadeira deve suspender o jogo, e o jogador deverá ter um tempo razoável para solucionar o problema.
O juiz de cadeira pode retardar ou suspender uma partida a qualquer tempo, desde que necessário e apropriado.
Visitas ao banheiro (masculino): Um jogador tem direito a 01 visita, sendo que, caso ele necessite de uma segunda, o árbitro geral deve ser consultado, e, caso autorize, a mesma deverá ser feita na troca de lados.
Visitas ao banheiro (feminino) : Uma jogadora tem direito a duas visitas, sendo que, não importa se as visitas forem pôr problemas fisiológicos ou pôr troca de vestimentas.

Regra 26
INSTRUÇÕES
Durante o desenvolvimento de uma partida numa competição pôr equipes, um jogador pode receber instruções de um capitão que esteja sentado no campo apenas quando da troca de lados, mas não quando da troca de lados no Te breaker.
Um jogador não pode receber instruções durante uma partida que não seja pôr equipes.
As disposições desta regra devem ser rigorosamente interpretadas.
Após ser detectada a instrução, o jogador deverá ser punido de acordo com o código de conduta.

Regra 27
TROCA DE BOLAS
Nos casos onde as bolas devem ser trocadas após um especificado número de jogos, e acontecer de as bolas não serem trocadas no momento certo, o erro deve ser corrigido quando o jogador, ou parceiro (no caso de duplas) que devia servir com bolas novas estiver novamente com direito do serviço.
Depois disso as bolas devem ser trocadas de modo que o número de ganes entre trocas seja o originalmente de acordo.

Regra 28
JOGO DE DUPLAS
As regras anteriormente mostradas devem ser aplicadas no jogo de duplas, exceto as que se definem a seguir.

Regra 29
ORDEM DE serviço EM DUPLAS
A ordem de serviço em duplas deve ser decidido no começo de cada set, conforme segue:
A dupla que tem que servir no primeiro jogo de cada set deve decidir qual o parceiro o fará, e a dupla oponente deve decidir igualmente para o segundo jogo.
O parceiro do jogador que serviu no primeiro jogo deve servir no terceiro; O parceiro do que serviu no segundo deve servir no quarto, e assim na mesma ordem em todos os jogos subsequentes de um set.

Regra 30
A ORDEM DE RECEBIMENTO EM DUPLAS
A ordem de recebimento do serviço deve ser decidida no começo de cada set, conforme segue:
A dupla que tem que receber o serviço no primeiro jogo deve decidir qual o parceiro deve receber o primeiro serviço e aquele parceiro deve receber o primeiro serviço em todos os jogos daquele set.
A dupla adversária deve da mesma forma decidir qual o parceiro deve receber o primeiro serviço do segundo jogo, e aquele parceiro deve receber o primeiro serviço em todos os jogos daquele set. Os parceiros devem receber o serviço alternadamente durante cada jogo.

Regra 31
serviço FORA DE ORDEM EM DUPLAS
Se um parceiro serve fora de ordem, o parceiro que deveria ter sacado deve servir tão logo o engano seja descoberto, mas todos os pontos registrados e todos e quaisquer fault antes desta descoberta devem ser considerados.
Se o jogo tiver sido completado antes de tal descoberta, a ordem de serviço permanece alterada.

Regra 32
ERRO NA ORDEM DE RECEBIMENTO EM DUPLAS
Se durante um jogo, a ordem de recebimento é trocada pelos recebedores, ela deve permanecer até o final do jogo no qual o engano é descoberto, mas os parceiros devem reassumir sua ordem de recebimento inicial no jogo seguinte daquele set no qual eles serão recebedores.

Regra 33
serviço FALTOSO EM DUPLAS
O serviço é um fault conforme previsto na regra 7, ou se a bola toca o parceiro do servidor ou qualquer coisa que ele vista ou carregue; Mas se a bola servida tocar o recebedor ou seu parceiro, ou qualquer coisa que eles vistam ou carreguem, antes de atingir o solo, o servidor ganha o ponto.

Regra 34
JOGANDO A BOLA EM DUPLAS
A bola deve ser golpeada alternadamente pôr um ou outro jogador de cada uma das duplas, e se um jogador toca a bola em jogo com sua raquete em contravenção a esta regra seus oponentes vencem o ponto.

4 comentários:

Daniela fernandes matsumura disse...

quando jogo em duplas o parceiro do recebedor chama alt e o recebedor continua o jogo e o adversario tbm mas depois que o adversario ve q sua bola e fora ele pede o ponto pra ele alegando que oparceiro chamou alt.
qual o procedimento?

SérgioAffonso disse...

DANIELA, respondendo a sua pergunta: pelo que entendi o jogador A sacou fora, mas o recebedor X devolveu (independente se a devolução for dentro ou fora) se o jogador Y (parceiro de X) chamar OUT, se foi o primeiro serviço o jogador A irá efetuar o segundo serviço, se foi o segundo, ponto para a dupla recebedora, ok?
Agora se no jogo: A saca, X devolve (Y chama out), A ou B continuam, se X ou Y derem continuidade o ponto seguirá até um vencedor do mesmo e a chamada é considerada NULA.
Qualquer dúvida sobre o jogo, regras, técnicas, táticas, e tudo o mais entre no nosso site e mande suas dúvidas, teremos o maior prazer em ajudar e colaborar com o aprendizado de TODOS!
www.academiaxtennis.com
Obrigado pela oportunidade,
SergioAffonso

Unknown disse...

EM QUADRAS DE SAIBRO, SENDO O JOGO SEM JUIZ, O JOGADOR B MARCA FORA UMA BOLA DUVIDOSA, O JOGADOR A PODE PEDIR CONFERENCIA DA MARCA DA BOLA AO JOGADOR B?
O JOGADOR B NÃO ENCONTRA A MARCA DO PONTO OU INDICA OUTRA MARCA OPORTUNA, PODE
O JOGADOR A PEDIR AO JOGADOR B PARA INDICAR A MARCA DO PONTO?
DIVERSAS VEZES A MARCAÇÃO E INAUDIVEL, A MARCAÇÃO IMEDIATA PRECISA SER AUDITIVA E TAMBEM VISUAL LEVANTANDO A MÃO?

Unknown disse...

PODE O JOGADOR DEIXAR DE MARCAR DE IMEDIATO UMA BOLA PERTO NA LINHA DE FUNDO ARGUMENTANDO QUE FOI MUITO FORA?
PODE O JOGADOR SAIR DA QUADRA PARA BEBER OU BUSCAR AGUA?